Homepage

Entre os dias 7 e 9 de julho, Pinhal Novo foi casa de Gigantes, com a realização da 9.ª edição do FIG.

Ao longo de 3 dias, passaram pelo Festival mais de 20.000 visitantes, que tiveram oportunidade de assistir a mais de meia centena de iniciativas integradas no programa, com destaque para o grande desfile, que contou com  cerca de 700 desfilantes,  entre bombos,  figuras,  gigantes tradicionais e outras expressões performativas.

De sublinhar que esta 9.ª edição do FIG contou, de uma forma global, com mais de 1.000 construtores - artistas, técnicos, funcionários municipais e o precioso contributo dos parceiros organizadores (ATA, Bardoada, Pia e AJCOI) – e com as novas referências trazidas pelas presenças de Espanha, Japão, Palestina e Alemanha.

O lançamento da Maleta Pedagógica, da Gaita-de-foles constituiu um instrumento único na promoção da Cultura Popular, com parceiros muito variados como a Universidade Nova de Lisboa, a Associação de Divulgação de Gaita de Foles e a participação preciosa de gaiteiros locais, artesãos e estudiosos das artes tradicionais,  recurso disponibilizado, agora, pelo Museu Municipal de Palmela.

Sublinha-se, ainda, a grande relevância do apoio prestado por mais de uma dezena de agentes económicos locais, pela Junta de Freguesia de Pinhal Novo e pela Escola Secundária de Pinhal Novo, parcerias fundamentais na concretização e consolidação do FIG.

O Festival encerrou em modo gigante, com a primeira criação performativa com a marca FIG, envolvendo um número superior a quatro dezenas de artistas locais, numa produção dos parceiros organizadores - o espetáculo  Kairos -  um marco na história do evento e, seguramente,  um contributo para o desbravar de caminhos futuros.


Maleta Pedagógica da Gaita de Foles foi apresentada na edição 2017 do FIG

O Museu Municipal de Palmela tem como missão preservar o património cultural do território administrado pelo município, integrando acervos representativos da memória de cada freguesia, que divulga através de exposições, publicações e atividades lúdico pedagógicas, de modo a potencializar uma leitura da sua diversidade.

A Maleta Pedagógica de Gaita de Foles, lançada na edição de 2017 do FIG – Festival Internacional de Gigantes, insere-se na continuidade desta estratégia de fazer chegar à comunidade uma sintetização do conhecimento, para que cada um, autonomamente, possa descobrir ou redescobrir este património cultural.

Descritivo da Maleta

A Maleta está dividida em três elementos: Caderno 1, Caderno 2 e materiais de exploração.

O Caderno 1 compila informação para o entendimento não apenas do instrumento, mas do mundo em que atua. Começa-se por fazer uma abordagem à música, no seu contexto mais lato, para se entrar depois no universo da gaita. E, neste universo, destaque para a história do instrumento, as tipologias encontradas em território nacional e a sua morfologia. Ingressa-se depois nos usos tradicionais do instrumento, com referência aos gaiteiros e aos Círios. Conclui-se com a história contemporânea, descrevendo a forma como a gaita de foles voltou a ressurgir no panorama nacional, nos finais dos anos 80 do século XX, e a forma como Palmela se inscreveu neste processo.

No Caderno 2 apresenta-se um conjunto de propostas de atividades que servem de motor para despoletar o interesse pelo instrumento. Muitas destas propostas resultam dos contributos de pessoas de diferentes áreas, que têm em comum o facto de respirarem música.

Os materiais de exploração, associados ao Caderno 2, têm como objetivo provocar a experiência e estimular a participação de todos os que contactam com a maleta, seja por via da construção de instrumentos, da dança, do canto ou da percussão e sedimentar conhecimentos relativos à gaita de foles.

Caderno 1 (PDF)
Caderno 2 (PDF)

FIG - Festival Internacional de Gigantes recebeu o selo EFFE 2017/2018

O FIG - Festival Internacional de Gigantes recebeu o selo EFFE 2017/2018. Trata-se de um selo de qualidade, que identifica o festival como parte integrante da plataforma EFFE (Europe for Festivals, Festivals for Europe), criada pela Associação de Festivais Europeus.

Esta plataforma reúne 715 festivais de 39 países europeus que, depois de avaliados por um painel de peritos na área cultural, foram selecionados pela qualidade artística, pelo envolvimento da comunidade, pelas parcerias estabelecidas e pelo impacto aos níveis local, nacional e internacional.

O FIG será, assim, incluído no Guia de Festivais EFFE, que favorece a divulgação destes eventos junto do público, de artistas, de organizações, de entidades públicas e privadas, de potenciais parceiros e mecenas e da comunicação social internacional.